A 3ª Lei de Newton adaptada às relações humanas

Gentileza gera gentileza, cordialidade gera cordialidade, grosseria gera grosseria e assim sucessivamente, em todas as áreas da vida.

A 3ª Lei do físico e matemático inglês Isaac Newton, nascido em 4 de janeiro de 1643, conhecida como Princípio da Ação e Reação, pode ser enunciada da seguinte forma: “Se um corpo A aplicar uma força sobre um corpo B, receberá deste uma força de mesma intensidade, mesma direção e em sentido contrário”.

Saindo do campo da física, chegamos à conclusão clara e objetiva, usando uma linguagem mais simples e acessível, que tudo que for plantado será colhido, independentemente de quem for o sujeito da ação.

Algumas pessoas, e não são poucas, insistem em querer “colher” o que não vem “plantando”. São pessoas que gostam de ser bem tratadas, mas não tratam bem o próximo, especialmente se existir alguma aspecto de liderança ou comando envolvido na relação pessoal. Essas pessoas não entendem que gentileza gera gentileza, cordialidade gera cordialidade, grosseria gera grosseria e assim sucessivamente, em todas as áreas da vida.

Como consultor organizacional e professor de graduação e pós-graduação, tenho tido a oportunidade de vivenciar experiências que chegam a assustar, quando ouço depoimentos de profissionais que são tratados por seus “líderes”, como se fossem objetos, seres inanimados ou uma simples peça de uma grande máquina, que pode ser substituída a qualquer momento, por qualquer motivo.

Em algumas organizações os colaboradores são apenas um número ou código, que têm a obrigação de apresentar um desempenho ou resultado satisfatório, sem interessar qualquer outro aspecto, como ambiente de trabalho, físico e social, benefícios, carga horária, reconhecimento etc. São as conhecidas e tradicionais organizações focadas exclusivamente no resultado, sem qualquer cuidado com sua responsabilidade social.

Já ouvi de alguns gerentes ou chefes, por exemplo, que sua função é realizar tarefas através de pessoas e essas, os funcionários, têm que funcionar e pronto, simples assim, sem avaliar se as metas e objetivos estabelecidos são coerentes e racionais ou se não se tratam de um devaneio, como acontece na maioria das organizações. É muito importante salientar que a figura do gerente já está ultrapassada há bastante tempo, passando a atuar em seu espaço o “ligestor”, que significa líder gestor.

Finalizando, quero propor uma nova postura para aqueles que ainda insistem em ser gerente ou chefe, seguindo o modelo tradicional autocracia, baseada em 03 dicas importantes:

  1. Trate todas as pessoas da mesma forma que você gostaria de ser tratado, inclusive as mais simples e humildes.
  2. Pratique empatia com todos, inclusive no ambiente doméstico.
  3. Ouça mais antes de decidir e agir. Seja democrático!

IMPORTANTE: Essas sugestões valem para qualquer ambiente ou área da vida.

One Reply to “A 3ª Lei de Newton adaptada às relações humanas”

  1. Quando falamos terceira lei de newton vem logo a matemática física vou falar um pouco como as pessoas se comporta no ambiente de trabalho não estou generalizando tem muitos chefes bem rígido estou dando opinião eu acho todas as pessoas tem que saber lidar com todos os tipos de pessoas
    trabalho tem a sua carga horária para cumprir benefícios e os reconhecimento..
    que os chefes tem que contar tudo. . chefe tem que orientar seus funcionários eles trás problema de casa para a empresa seus funcionários tem que aguentando se for debater com o dono pode até ser despedido todos na empresa se estiver com algum problema dentro de casa tem que resolver em casa trabalho é trabalho …

    Recursos humanos
    Distrito ideal
    Cidade aracoiaba

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.