Malefícios da procrastinação

Antes pouco conhecido, o verbo procrastinar vem sendo cada vez mais reconhecido ao serem analisadas as raízes dos problemas que acontecem nas empresas (clientes insatisfeitos, metas não cumpridas, relatórios não entregues, prazos frequentemente descumpridos…). O ser procrastinador muitas vezes não se dá conta, mas está prejudicando não só a ele, mas toda a organização agindo desta maneira. Quais as formas de reverter esse mal crônico que cada vez mais assola a sociedade moderna?

O primeiro passo a ser tomado, assim como na maioria das coisas que nos dominam, é o reconhecimento. Reconhecer que você é um procrastinador é essencial para que procure meios de vencê-lo.

Após o reconhecimento é necessário que passe a mudar paulatinamente pequenas atitudes. O uso de uma agenda pode auxiliá-lo neste início. Você passa a perceber que mesmo tendo muitas coisas para fazer, ao serem colocadas no papel elas passam a ter um dia e uma hora para serem executadas. E esses prazos não devem ser descumpridos, salvo motivo extremamente necessário. Cumprindo e executando cada tarefa você passará a criar o hábito de realizar logo o que deve ser realizado, assim não prejudicando a sua vida, os seus compromissos e consequentemente, não prejudicado os resultados e metas da organização.

Procrastinar tem por significado: adiar, postergar, tardar, atrasar, pospor, demorar… Muitas organizações vêm sendo vítimas desse mal crônico, mas na maioria delas não há um trabalho realizado com cada colaborador sobre o tema.

Abaixo relaciono algumas consequências de quem literalmente “empurra com a barriga” passa a ter em sua vida, quando age dessa forma. Quem sabe conhecendo cada uma delas você passa a se enxergar em alguma situação e passa a tomar alguma atitude quanto a esse mal. Acompanhe abaixo:

  • Baixos resultados positivos – aqui é quando o procrastinador olha ao seu redor e percebe pessoas colhendo bons frutos, sucesso e ele não. Ele quer entender porque com o mesmo período de tempo ele não está no mesmo emprego, na mesma posição, não anda no mesmo automóvel, não conseguiu a casa própria, não passou naquele concurso… É uma fase complicada, porque neste momento ele começa a busca por culpados, pelos motivos da sua insatisfação, e aos poucos ele vai descobrindo que o maior culpado é ele mesmo. Sim, culpado por não ter planejado, administrado seu tempo da maneira que deveria. Ele olha para o passado e começa a ter uma visão do tempo, das oportunidades desperdiçadas e se sente frustrado.
  • Auto – piedade – depois do primeiro ponto, começa a surgir o sentimento de culpa. O pior é que este sentimento de auto piedade não permite que a pessoa enxergue que ainda dá para batalhar, para buscar, para correr atrás. Que ainda existe futuro. Ele começa a achar que já é tarde demais, e aquilo que ele não conseguiu até então, aquilo que ele vê como sucesso na vida de outra pessoa, para ele parra a ser denominado como difícil ou até mesmo “impossível”.
  • Falta de motivação – de onde tirar forças para seguir em frente? O desânimo é algo recorrente na vida de um procrastinador. De repente ele se pergunta: para que estudar, se não dá mais tempo de passar naquele concurso? Para que ir para o trabalho, se não dá mais tempo alcançar aquela meta? Para que ficar depois do expediente, se eu já perdi minha promoção? E por aí vai…
  • Falta de foco – é quando você já não sabe o que buscar, para onde ir, como será sua vida daqui a alguns anos. A falta de um norte apavora, e piora ainda mais o quadro físico e mental do procrastinador. A ausência de respostas trás consigo outros males como medo, ansiedade, pânico e o que é pior a depressão que é infelizmente é uma doença incurável, que vem assolando tantas pessoas sem distinguir sexo, idade ou classe social.

Diante desses pontos, convido você a refletir sobre suas atitudes frente aos seus problemas pessoais, você procura logo soluções para os mesmos? E no local de trabalho? Você busca soluções para os desafios que lhe são propostos? Aquele pedido de ultima hora feito por seu chefe, você faz logo ou busca mil e um motivos pra mostrar que está super atarefado para fazê-lo? Não precisa responder a mim, mas para si mesmo.

Mediante a essas reflexões, passe a tomar pequenas atitudes, mude pequenos gestos e perceba o quanto de transformação elas trarão para todas as áreas da sua vida. Veja abaixo algumas sugestões:

    • Começando pelo que para muitos é óbvio: não deixe aquilo que julga difícil, chato ou complicado para depois. A tendência é que essa sensação aumente cada vez mais. Então mãos à obra e busque resolver logo. Como diz o velho provérbio: não deixe para amanhã o que pode fazer hoje;
    • Busque meios de auto recompensar-se. Você colocou uma tarefa na agenda, e ao final do dia percebeu que a cumpriu. Busque um meio de se presentear: sorria! Comemore! Leia aquele livro que gostaria de ler, vá ao cinema, tome um sorvete, vá naquele passeio desejado, mas lembre-se: só se tiver realizado a tarefa!
    • Esta ferramenta é o contrário do ponto anterior: não conseguiu cumprir o agendado? O combinado? Deixou pra depois? Arranjei motivos para postergar? Então, pense em algo que funcione como uma punição para você. Não precisa que as pessoas que convivem com você saibam dessa ferramenta, porém se bem utilizada pode ser de grande valia para o seu desenvolvimento pessoal e profissional. Exemplo: não mereço tomar este sorvete, ou ver este filme devido não ter realizado tal tarefa.
    • Peça ajuda – se a tarefa for muito difícil para você, deve-se analisar a hipótese da mesma ser dividida em mais dias, se for de uma área que não tenha muito domínio, peça ajuda a seu colega, seu supervisor, seu gerente. Por que não? Reconhecer que não sabe todas as coisas é sinal de amadurecimento. Melhor que fazer sozinho e fazer errado, prejudicando assim toda a organização;
    • Desprenda-se do passado – o que passou servirá apenas de lição e aprendizado. Foque em como deseja que seja o seu amanhã. Não tenha medo de ousar, de inovar, de se atualizar.

 

  • Dê pausas, jamais ponto final – se o que está realizando é de vera desagradável para você, busque dá uma pausa, lembrando-se de estipular um prazo para o retorno. Não desistir é fundamental para romper a barreira da procrastinação.

 

Vimos por tanto, que qualquer pessoa pode estar passando por esta fase de procrastinação. Sua detecção faz-se em meio a uma autoanálise criteriosa de seus atos, frente ao seu comportamento quando se sentir desafiado. O ato de deixar para depois, ao contrário do que se imagina, não ajuda, não ameniza o problema, pelo contrário faz com que as suas consequências sejam cada vez maiores e negativas tanto para o indivíduo, quanto para a organização a qual faz parte.

Percebemos que independente do tipo de organização a qual o indivíduo esteja inserido, ele será responsável pelas consequências de suas ações ou pela ausência delas. Como na organização empresarial cada um é responsável por suas tarefas e por suas atribuições, na ocorrência de procrastinações, haverá um aumento direto na insatisfação e nos resultados que a empresa busca, afetando toda a cadeia de relacionamento na qual a mesma está inserida como sua relação com clientes, fornecedores …

Bom é saber que o mal da procrastinação é reversível, através do reconhecimento e da adoção de pequenas mudanças comportamentais do indivíduo.

Concluímos, portanto que ao vencer a procrastinação, estará sendo vencido um desafio que resultará em benefícios tanto para sua vida pessoal, quanto para a organização a qual estiver fazendo parte.

23 Replies to “Malefícios da procrastinação”

  1. Daniel Silva says: Responder

    Gostei muito desse artigo, logo podemos perceber que é um assunto que está presente em nosso cotidiano. tendo em vista que, é um problemática que deve ser abordada com mais cautela!

    1. Simone Xavier Barroso Carvalho says: Responder

      Bom saber que gostou Daniel, agradeço seu retorno e opinião. abraços!!

  2. algo q está presente muito no dia a dia, onde fazemos as vezes e nem temos noção. por já ter se acostumado. mas q devemos melhorar e parar com isso de procrastinação.

    1. Jeison Torres says: Responder

      Mediante dessa reflexão isso tudo é a arte do deixar para depois. É o “só vou ver o instagram rapidinho antes de começar”. É empurrar com a barriga algo que poderia ser feito agora, mas que por diversos motivos é adiado e enviado para um lugar encantado onde tudo é magicamente resolvido, chamado “amanhã” ou “daqui a pouco”. Embora a procrastinação seja considerada normal para alguns, torna-se um problema quando impede o funcionamento normal das ações.

      1. Simone Xavier Barroso Carvalho says: Responder

        Concordo em tudo Jeison, obrigada por deixar aqui sua opinião. Abraços!!

    2. Simone Barroso says: Responder

      Exatamente isso João Paulo! Grata por seu comentário e opinião. Abraços!!

    3. Simone Xavier Barroso Carvalho says: Responder

      Exatamente isso João paulo!!Agradeço bastante seu comentário e opinião. Abraços!!

    4. Wermerson Araújo says: Responder

      Procrastinar é o ato de adiar algo ou prolongar uma situação para ser resolvida depois.
      Então, de acordo com o artigo, é verídico afirmar que o ser humano se tornou muito relaxado no seu cotidiano, atraso de seus compromissos, ou até mesmo acúmulos dos mesmos.

      1. Simone Barroso says: Responder

        Grata por sua opinião e comentário Jesus! Abraços!

  3. Ótimo artigo. Procrastinação, é uma palavra ainda pouco conhecida por algumas pessoas, mas, muitas vezes, sem perceber, a Procrastinação pode ter se enraizado em nosso cotidiano. Por isso vejo a importância de textos como esse para ajudar a perceber isso naturalizado em nossa vida.

    1. Simone Xavier Barroso Carvalho says: Responder

      Verdade, pouco a pouco vamos fazendo com que o termo Procrastinação seja conhecido e evitado em nosso dia a dia. Abraços Izaac!!

  4. Excelente artigo bem claro e sucinto, procrastinação é uma palavra bastante complexa e de difícil compreensão para alguém que possui um vocabulário lânguido. Como o próprio texto fala esse tipo de adiamento, “amanhã eu faço”, “Estou sem tempo.” ou o famoso “estou muito ocupado para fazer isso nesse momento.”, em minha ótica esse desânimo para fazer algo se tornando frequente na vida de um indivíduo se transforma em algo como uma doença psicológica, pois se lhe interfere em fazer algo ou lhe impede de realizar tarefas que lhe tragam benefícios próprios “famosa autossabotagem” é sem sombra de dúvidas algo maléfico para o organismo do mesmo. Em suma quer seja doença ou não é algo que necessita de um tratamento especial pois além de ser algo que acarreta fracassos futuros na vida de alguém também estes mesmo fracassos podem se findar em uma depressão.

    1. Simone Xavier Barroso Carvalho says: Responder

      As consequências da procrastinação realmente podem ser inúmeras.. bom saber que gostou do artigo. Grata por seu comentário. Abraços!!

  5. Muito bom o artigo , podemos perceber que algo do dia dia das pessoas procrastina naquilo em seu pensamento, e isso não e muito e muito bom para uma pessoa que busca vencer e conquista tudo aquilo que deseja na sua vida, pois ela esta perdendo tempo em começa a busca resultados.

    1. Simone Barroso says: Responder

      Verdade Ivan, grata por seu comentário! Abraços!

  6. Kaio Fábio says: Responder

    Execelente artigo, no momento da leitura tinha alguns aspectos em que passou um filme de quanto eu estava procrastinando, principalmente em momentos de estudos… , ja há algum tempo mudei meus atos diante disso só que não sabia a palavra certa (procrastinação) , no entanto hj mudei meus atos e maneiras de lidar com isso, hoje consigo cumprir meus horários de tudo, dieta, estudo, trabalho… , obg pelo artigo e por algumas dicas que vou colocar em prática para melhorar mais ainda a minha performance!

    1. Antonio Caio Sousa Nunes says: Responder

      Lendo este artigo, pude perceber que o ar d procrastinar não só atrapalha o individual, mas também o coletivo. Faz uma reflexão e nos mostra que podemos nem mesmo perceber que estamos em ato de procrastinação. O artigo descreve muito bem e apontou diversas maneiras e soluções para o abandono de mau costumo. Ótimo artigo, muito bem escrito e informativo.

      1. Simone Barroso says: Responder

        Obrigada Caio!Espero que ele venha fazer a diferença em sua rotina a partir de agora. Abraços!

    2. Simone Barroso says: Responder

      Com certeza colherá bons frutos de suas novas atitudes Kaio, continue assim! Grata por seu comentário, abraços!!

  7. Antonio Caio Sousa Nunes says: Responder

    O ato de procrastinar*

  8. A procrastinação é o que nós fazemos toda vida uns mais que os outros, como o autor fala ” baixos resultados” de tanto ele olhar para o próximo e ver que o outro tá conseguindo e ela não, acaba que ele vai ficando por ali mesmo sem caçar a melhor e sair um pouco mais da procrastinação para conseguir melhores resultados.

    1. Simone Barroso says: Responder

      Verdade, as vezes acabamos nos espelhando demais no outro e deixamos de viver a nossa própria vida. Temos que ter mais atitude. Grata por seu comentário!Abraços Rhadduan!

  9. Diego Sousa says: Responder

    ótimo artigo, deveriam falar mais disso nas escolas atuais, ensinam muito a como passar no enem e esquecem de ensinar sobre a vida cotidiana.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.