Ética como doutrina filosófica

ética

A Ética é essencialmente especulativa e jamais será normativa, a não ser quanto ao seu método analítico, que é uma característica exclusiva do seu objeto de estudo, a Moral. Revela o que era aceito moralmente na Grécia (espaço) Antiga (tempo), permitindo uma análise comparativa com o que é moralmente aceito atualmente (tempo) na Europa (espaço), indicando, por exemplo, através dessa comparação, alterações no comportamento humano e nas regras sociais e suas implicações, podendo detectar, a partir daí, problemas, com a indicação de possíveis caminhos ou soluções. Ser ético é, acima de tudo, fazer qualquer coisa que traga benefício próprio, sem causar prejuízos ao outro.

Podemos entender a Ética como um termo genérico que define aquilo que é frequentemente descrito como a “ciência da moralidade”, tendo o seu significado original derivado do grego, como sendo a “Morada da Alma”, isto é, suscetível de qualificação do ponto de vista do bem e do mal, quer seja referindo-se a um determinado grupo social, ou de modo absoluto.

A Filosofia define como sendo ético aquele considerado bom, e, sobre a bondade, os antigos diziam que o que é bom para a leoa, não pode ser bom à gazela. E, por outro lado, o que é bom à gazela, fatalmente, não será bom à leoa.

A Ética juntamente a outras áreas tradicionais de investigação filosófica, e devidas subjetividades típicas em si, ao lado da metafísica e da lógica, não pode ser descrita de maneira simplista. Desta forma, a finalidade de uma teoria da Ética é estabelecer o que é bom para o indivíduo e para a sociedade como um todo. Os filósofos da antiguidade adotaram várias posições para definir o que é bom, sobre como lidar com as prioridades em conflito dos indivíduos versus o todo, sobre a universalidade dos princípios éticos versus a “ética de situação”. Nesta, o considerado certo está condicionado às circunstâncias e não a uma lei geral qualquer. E sobre se a bondade é determinada pelos resultados da ação ou pelos meios, através dos quais os resultados são obtidos.

A cada dia que passa se faz mais necessária uma Ética aplicada, que coexista com o cotidiano de todos e que seja específica, segmentada por ramos, para melhor analisar cada situação, sendo os códigos de ética profissional, uma excelente forma de ilustrar isso. Quando as pessoas entendem que suas ações têm desdobramentos ou consequências, não só para si, mas também para os outros, e que não podem ser vistas só de um ponto de vista (clonagem, personalismo, bioética de educação, ética de informação, ética do jornalismo etc.).

O homem vive em sociedade, convivendo, assim, com outros homens e, portanto, precisa refletir, fazendo a seguinte pergunta: Como devo agir perante os outros? Esta é uma pergunta muito fácil de ser formulada, porém muito difícil de ser respondida. É a questão central da Moral e da Ética. Resumindo, a Ética é o julgamento do caráter moral de um determinado indivíduo.

Moral e Ética

Falar em Ética é uma referência aos bons costumes, bons valores, válidos para todos os seres humanos, dentre eles o amor, a paz, a bondade, a tolerância etc. Em grego costume é “Ethos” (ética) e em latim significa “Morales” (moral), o que pode ser a origem de tanta confusão que se faz sobre moral e ética.

A Ética é a teoria ou ciência do comportamento moral dos homens em sociedade e tem por objetivo levar o homem à reflexão crítica do ato moral, ou seja, sobre o que é ou pode ser errado. Sendo assim, a Ética não é moral, que, por sua vez, é o objeto de estudo da Ética e diz respeito aos costumes, valores e normas de conduta de cada sociedade.

Costumeiramente pensa-se que Ética e Moral têm o mesmo significado. Entretanto, é possível estabelecer a diferença entre elas:

Moral – identifica uma maneira de agir, regido por normas e valores, por hábitos e costumes. A Moral diz respeito ao comportamento prático do homem.

Ética – trata-se de uma reflexão teórica que analisa, critica ou torna legítimos os fundamentos e princípios que regem um determinado sistema moral. Ética é a escolha pela qual se exclui ou se opta pelo bem ou pelo mal. Ética lembra normas e valores.

Alguns autores que afirmam que o Direito é um subconjunto da Moral, gerando uma interpretação equivocada de que toda lei é moralmente aceitável. Inúmeras situações demonstram que existem conflitos entre a Moral e o Direito. A desobediência civil é constatada quando argumentos morais impedem que um indivíduo acate uma determinada lei.

A moralidade é um sistema de valores do qual resultam normas que são consideradas corretas por uma determinada sociedade.

A Moral estabelece regras que são assumidas pela pessoa, como uma maneira de assegurar o seu bem-viver e independe de limites geográficos, garantindo uma identidade entre pessoas que nem se conhecem, mas utilizam o mesmo padrão moral:

• Moral Individual (deveres para consigo mesmo).
• Moral Social (deveres para com o próximo).
• Moral Religiosa (deveres para com Deus).

Alguns estabelecem as seguintes diferenças entre Ética e Moral:

• Ética é princípio, Moral são aspectos de condutas específicas.
• Ética é permanente, Moral é temporal.
• Ética é universal, Moral é cultural.
• Ética é regra, Moral é conduta da regra.
• Ética é teoria, Moral é prática.

Etimologicamente falando, Ética vem do grego “ethos”, e tem seu correlato no latim “morales”, com o mesmo significado: conduta, ou relativo aos costumes. Podemos concluir que etimologicamente Ética e Moral são palavras sinônimas.

A Ética, então, pode ser o regimento, a lei do que seja ato moral, ou controle de qualidade da Moral. Daí os códigos de ética que servem para as diferentes micro-sociedades dentro do sistema maior. A Moral por sua vez, de acordo com Kant, “é aquilo que precisa ser feito, independentemente, das vantagens ou prejuízos que possa trazer”. Assim, quando praticamos um ato moral, poderemos até sofrer consequências negativas, pois o que é moral para uns pode ser amoral ou imoral para outros. Duas pessoas podem ter valores diferenciados a respeito do que seja ato moral ou imoral, é uma questão de consciência pessoal.

Para qualificar, ou seja, para normatizar o que é ou não moral em micro e macro sociedades, instituíram-se os códigos de ética. Todas as sociedades têm seu próprio código. Pode ser documentado com parágrafos e capítulos ou pode ser no caso de algumas culturas, uma forma de viver aceita pelos seus membros. Na Índia existem algumas aldeias em que os mais velhos mutilam sexualmente as meninas ainda crianças, extirpando o seu clitóris. Não está escrito em lugar algum que isso deve ser feito, mas todos mantêm essa atitude, em nome de um ato ético que diz que naquela sociedade a mulher não pode sentir prazer. Os códigos de ética servem então para definir o que é e o que não é ato moral.

A democracia, mal interpretada no seu objetivo, autoriza a sociedade, de modo geral, a usar de qualquer forma manipulável, que não atente aos códigos de ética como os regimentos e código penal, por exemplo, para o acúmulo de bens. A minoria apoiada pelos políticos, pelos capitalistas, enfim, por quem detém o poder, cada vez ganha mais e, consequentemente, acumula mais. Por outro, temos a maioria dessa sociedade que não possui essas habilidades e oportunidades, ou não se interessa por elas. Representam o contra ponto das diferenças sociais, no qual algumas pessoas possuem o que não conseguiram consumir em sua existência e por isso esbanjam adquirindo carros de milhões e casas suntuosas, desvirtuando por completo o conceito de Ética representar bons costumes e bons valores, e por outro lado indivíduos mantendo suas famílias com salário mínimo e vivendo uma sub vida, na miséria. É ético? Sim! Pois não viola as leis do sistema. Moral? Não! Pois viola os direitos humanos em toda a sua essência.

A Ética tem sido aplicada na economia, política, e ciência política, conduzindo a muitos distintos e não relacionados campos de Ética aplicada, incluindo: ética nos negócios e Marxismo. Também tem sido aplicada à estrutura da família, à sexualidade, e como a sociedade vê o papel dos indivíduos, conduzindo a campos da Ética, muito distintos e não relacionados, como o feminismo e a guerra, por exemplo.

Sentenças éticas são frases que usam palavras como bom, mau, certo, errado, moral, imoral etc. Aqui vão alguns exemplos:

“Carlos é uma boa pessoa”.

“Ninguém não deve roubar”.

“A honestidade é uma virtude”.

Em contraste, uma frase não ética, precisa ser uma sentença que não serve para uma avaliação moral. Alguns exemplos são:

“Carlos é uma pessoa alta”.

“As pessoas se deslocam nas ruas”.

“Roberto é o chefe”.

A Ética é daquelas coisas que todo mundo sabe o que são, mas que não são fáceis de explicar, quando alguém pergunta.

Segundo o Dicionário Aurélio Buarque de Holanda, Ética é “o resultado dos juízos da apreciação que se referem à conduta humana susceptível de qualificação do ponto de vista do bem e do mal, seja relativamente à determinada sociedade, seja de modo absoluto”.

Ética é algo que todos precisam ter. Alguns dizem que têm. Poucos levam a sério. Ninguém cumpre à risca, infelizmente!

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ARROYO, Miguel G. A Escola e o Movimento Social: revitalizando a escola. In: ANDE. São Paulo, n. 12, 1987.
Paulo Freire e o projeto popular para o Brasil. In: CALDART, Roseli S. &
KOLLING, Edgar J. (orgs.). Paulo Freire: um educador do povo. São Paulo: Ed. Peres, 2001.
CALDART, Roseli Salete. Pedagogia do Movimento Sem Terra: escola é mais do que escola. Petrópolis: Vozes, 2000.
FREIRE, Paulo. Ação Cultural para a Liberdade e outros escritos. 6ª ed. Rio de Janeiro:
Paz e Terra, 1982.
Pedagogia do Oprimido. 17ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.
Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.
Pedagogia da Indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: UNESP, 2000.
GRZYBOWSKI, Cândido. Caminhos e Descaminhos dos Movimentos Sociais no Campo. Petrópolis: Vozes, 1991.

One Reply to “Ética como doutrina filosófica”

  1. julio di paula says: Responder

    Muito bom, parabéns amigo….Perfeito….

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.