GE 2018: Orfeu, minimalismo, pessoas de valor e refúgio empreendedor

geração empreende

Quando iniciamos nossa jornada empreendedora em 2013, a Geração Empreende nasceu com o propósito de ser um refúgio para empreendedores. Especialmente aqueles que empreendem com poucos recursos e muita vontade. Gente que deseja liderar sua própria vida sem amarras.

Eu e Fabiana Navas, co-fundadora do portal juntamos um time de colaboradores de vários pontos de vista. Que tinham a acrescentar e queriam falar pra esse público.

Em 2018, a GE vai completar 5 anos de muitos sorrisos e muita porrada. Muitos acertos e erros.

Mas o principal é que mudamos e mudamos pra melhor.

Em 2017 procuramos dar um ar de modernidade e grandeza fazendo jus aos conteúdos com a Lidero, a escola de alta performance e nossa irmã de missão.

Em 2018 nossa missão continua a mesma, mas agora em um ritmo mais sereno. Apostamos no design do portal mais minimalista. Bonito e simples, além de ter bom desempenho para os usuários.

Este será nosso lema coroando esses cinco anos, simplicidade, mas com muita qualidade.

Nós somos a Geração Empreende. A geração que faz acontecer, que não espera e enfrenta o medo.

Na tradição clássica grega, Orfeu era um lendário herói trácio e o mais talentoso dos bardos. Com sua lira e voz encantadora, acalmava o coração das feras, dava vigor aos homens em combate e encantava as mulheres. Ele se apaixonou perdidamente pela ninfa Eurídice que certo dia fugindo de atacantes caiu num ninho de cobras e foi mortalmente picada.

Orfeu lamentou tão profundamente a perda da amada que seu canto fez até os deuses chorarem. Ele então partiu para o submundo e foi pedir ao próprio Hades que lhe devolvesse a amada à vida. Por seu histórico de heroismo e por emocionar com tamanha profundidade a todos, Orfeu recebeu a permissão de Hades para levar Eurídice de volta com uma condição. Que ele caminhasse sempre à frente de Eurídice até saírem do submundo e que até lá não olhasse para trás sob nenhuma hipótese ou a amada ficaria ali presa para sempre.

Orfeu concordou e partiu de volta com a amada alguns passos atrás. Caminharam juntos e seu coração pareceu se encher de alegria de novo. Mas prestes a sair dos domínios de Hades, na fissura entre a realidade mundana e o submundo, Orfeu desconfiou das intenções dos deuses. Já ciente de suas travessuras com os mortais, temia ter sido enganado por uma ilusão. Ele virou-se para Eurídice que ali bela e intacta se dissolveu em agonia na sua frente. Orfeu se arrependeu e implorou que tivesse outra chance, mas os deuses negaram. E ele vagou até a morte lamentando em tristes canções pelo mundo.

A lenda de Orfeu nos ensina sobre ir em frente e não nos apegarmos ao passado.

Aqui nós coroamos cada passo dado, mas não nos arrependemos por nenhuma escolha. Nossa visão está sempre adiante, nunca para trás.

Obrigado a todos os colunistas que contribuem para essa missão, obrigado aos amigos da Lidero e da Revolutia que lutam lado a lado com o portal Geração Empreende.

E obrigado a você que nos acompanha há muito ou pouco tempo.

Se você está lendo isso, você é parte da resistência.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.